AFA DÁ CANETADA E MUDA REGULAMENTO NA SUPERLIGA

  • 02/03/2020
  • 0 Comentário(s)

AFA DÁ CANETADA E MUDA REGULAMENTO NA SUPERLIGA

Após o rompimento com os dirigentes antigos, se esperava que a Argentina iria organizar seu futebol. Maaaas, parece que o espirito retrogrado voltou a penar por Buenos Aires. Faz tempo que na Argentina, a Superliga vinha sendo um case de sucesso, após a sua modernização, com o Campeonato sendo realizado pelos clubes, claro com anuência da AFA.

Mas, nesta última segunda feira, um comunicado da AFA muda o regulamento do Campeonato Argentino com o CAMPEONATO EM ANDAMENTO.
Além da super proteção aos grandes, com o promédio (soma de pontos das ultimas três temporadas, divididos pelo numero de pontos na primeira divisão), até 2012-13, ainda se tinha a PROMOCION ( repescagem entre o antepenúltimo e o terceiro da B Nacional). A AFA resolveu acabar com a promocion e deixar o rebaixamento ainda com o promédio.

Só que nesta temporada, na última rodada, a AFA anunciou a VOLTA DA PROMOCION. Um assembleia entre os 24 clubes da Superliga irá acontecer e na Argentina é dada como certa a aprovação dessa mudança. Lembrando que essa não é a primeira mudança com a bola já rolando pela Argentina. Inicialmente, seriam rebaixados 4 clubes com o pior promédio, mas os clubes pequenos entraram com uma petição para que o numero de rebaixados caísse para três, prontamente aprovada e aceita pelos demais clubes.

O rebaixamento na Superliga Argentina não se define no próximo final de semana, já que teremos a Copa da Superliga, competição criada para completar o calendário na Argentina, já que ainda não é possível fazer um torneio de turno e returno. Com isso, os clubes que estão brigando pela permanência na primeira divisão, terão ainda mais 11 jogos para melhorar o seu promédio, além do retorno da Promoción. A ideia era ter 4 clubes caindo e 2 subindo no inicio da temporada. No meio dos jogos, já houve uma primeira mudança, onde caem três e sobem 2, com a próxima temporada tendo 23 clubes na primeira divisão. Com essa mudança, a Superliga perde mais um ano e a temporada 20-21 seguirá com 24 clubes na primeira divisão.

Os espíritos dos antigos dirigentes seguem rondando os prédios da AFA, impossibilitando a evolução do futebol argentino.

0 Comentários


Deixe seu comentário


Aplicativos


Locutor no Ar

RÁDIO FT

MÚSICA POR ESPORTES

Peça Sua Música

No momento todos os nossos apresentadores estão offline, tente novamente mais tarde, obrigado!

Anunciantes