NIGÉRIA BUSCA RECUPERAÇÃO DIANTE DA REPÚBLICA CENTRO-AFRICANA

  • 08/10/2021
  • 0 Comentário(s)

NIGÉRIA BUSCA RECUPERAÇÃO DIANTE DA REPÚBLICA CENTRO-AFRICANA

Após a derrota no fechamento do primeiro turno, a Nigéria se prepara para enfrentar novamente o time da República Centro-Africana. A vitória, que foi improvável, aconteceu praticamente nos últimos minutos de jogo. Foi um golpe fatal para Nigéria, que teve muitas chances de colocar a bola na rede ao longo do jogo, com Osimhem, atacante do Napoli e Iheanacho, centro avante do Leicester.

O jogo que abre o segundo turno do Grupo C acontece em Camarões. Em função das limitações sanitárias em razão da pandemia do COVID-19, a CAF (Confederação Africana de Futebol) e a FIFA, a capital da Republica Centro-Africana não teria condições de receber um jogo válido pelas Eliminatórias, com isso, o jogo será no país vizinho, Camarões.

REPÚBLICA CENTRO-AFRICANA

Ex-colônia Francesa, que  declarou sua independência em 1960, vive sobre constante ameaça. Várias guerras civis já aconteceram, assim como vários golpes de estado também. A instabilidade governamental reflete na pobreza do país, que segundo a ONU, está entre os 10 países mais pobres do Mundo.

Neste momento, a República Centro-Africana tem um regime presidencialistas, principalmente na sua capital, Bangui. Outras regiões são dominadas por grupos extremistas, gerando uma grande divisão no país. 

Após declarada a independência e deixar de ser colônia francesa, a República Centro-Africana teve um grande crescimento na sua população, já ultrapassando os 5 milhões de habitantes.
Segundo levantamento da própria ONU, cerca de 11% da população entre 15 e 49 anos está infectada com o vírus HIV. Apenas 3% dessa população tem acesso aos tratamentos contra o vírus. Em comparação aos vizinhos, ainda segundo levantamento da ONU, que têm 17% da população com acesso ao tratamento contra o vírus.

No regime presidencialista do governo, o presidente comanda o país por seis anos. Faustin Archange Touadera é o atual presidente, desde 2013.

Como em muitas outras ex-colônias francesas, o sistema legal da República Centro-Africana é baseado na lei francesa. O Supremo Tribunal Federal do país, ou Cour Supreme, é composto de juízes nomeados pelo presidente. Há também um Tribunal Constitucional, e seus juízes também são nomeados pelo presidente.

A Rádio FT transmite o duelo de volta entre a Republica Centro-Africana e a Nigéria. Com a narração de Rodrigo Oliveira e os comentários de Danilo Moreira. A transmissão estará disponível no nosso site, nos aplicativos de Rádio e também nas nossas redes sociais.


#Compartilhe

0 Comentários


Deixe seu comentário








Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

No momento todos os nossos apresentadores estão offline, tente novamente mais tarde, obrigado!

Anunciantes